• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

REALIZAÇÃO

APOIO

FINANCIAMENTO

"Este é um documentário obrigatório que exemplifica, da pior forma possível, a crise do sistema penitenciário brasileiro."

 

 

Dirigido por Tatiana Sager a partir do livro escrito pelo jornalista Renato Dornelles, este é um documentário obrigatório que exemplifica, da pior forma possível, a crise do sistema penitenciário brasileiro, de modo tão gráfico - a partir de filmagens feitas pelos próprios detentos que refletem acerca das próprias condições precárias em que vivem: a superlotação, o esgoto a céu aberto etc - quanto analítico, reunindo opiniões de autoridades no tema - juízes, promotores, agentes penitenciários etc - que, inclusive, acusam o Estado de ser conivente com a situação degradante atual e, mais ainda, de lucrar com ela. Do ponto de vista humanitário, a narrativa aponta o dedo para a própria sociedade, que vira o olho para o que ocorre no interior do presídio, satisfeita em ver seu desejo de vingança atendido pelo Estado enquanto abraça os dizeres de "bandido bom é bandido morto", além de ilustrar como apenas podem sobreviver naquele verdadeiro inferno aqueles que aceitam se transformarem em demônios. Não no sentido literal, lógico, mas metaforicamente submetendo-se a condições degradante que rasgam os dizeres de dignidade e humanidade.

Fonte: @cinemacomcritica

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload